Pessimistas e otimistas preparam-se igualmente para o pior

Pessimistas e otimistas preparam-se igualmente para o pior
As pessoas são natural e universalmente otimistas - mas parece que ninguém perde a oportunidade de estar preparado para o pior.
[Imagem: University of Kansas/Gallup]

Expectativa

Não importa se você está esperando a nota de uma prova, o resultado de um concurso ou mesmo para saber quem ganhou a eleição.

Enquanto espera, a sensação que começa a emergir das profundezas geralmente é o medo - o medo de que as coisas não saiam da maneira que você gostaria.

Acontece que, à medida que o momento de receber a notícia se aproxima, a ansiedade de que o pior virá surge quase como uma segunda natureza para praticamente todas as pessoas.

Embora pareça natural que isso ocorra com as pessoas tipicamente pessimistas, o fato é que as pessoas marcadamente otimistas também passam pelo mesmo processo.

"A tendência para reforçar o pior é realmente muito comum," garantem Kate Sweeny e Angelica Falkenstein, da Universidade da Califórnia em Riverside (EUA), acrescentando que seus experimentos não mostraram diferenças entre otimistas e pessimistas quando se trata de uma notícia iminente, que pode ser ruim ou não.

Preparando-se para o pior

As duas psicólogas realizaram nada menos do que nove experimentos diferentes, alguns envolvendo estudantes em situações de laboratório bem controladas (como esperar pelas notas de um exame ou por classificações de sua capacidade de atrair pessoas do sexo oposto) e outros envolvendo situações no dia a dia - tudo para tentar medir como o otimismo e o pessimismo impactavam a ansiedade sobre as notícias.

Em cada experimento, elas avaliaram a tendência natural de um participante para o otimismo ou para o pessimismo e, em seguida, examinaram se os otimistas eram menos propensos a se preparar para o pior, à medida que esperavam notícias incertas, em comparação com os pessimistas.

"Contrariamente ao que diz a intuição, os otimistas não estavam imunes a sentir um aumento no pessimismo no momento da verdade. De fato, nenhum experimento mostrou diferença entre otimistas e pessimistas em sua tendência a se preparar para o pior," disse Sweeny.

Tempero emocional

As pesquisadoras concluem que, embora esse resultado possa ter sido surpreendente no início, preparar-se para más notícias tem seus benefícios, já que esse tipo de pessimismo momentâneo tem um pequeno custo emocional e protege as pessoas do duro golpe das notícias imprevistas.

"Felizmente, parece que mesmo os otimistas mais ardentes podem temperar suas perspectivas positivas quando vale a pena fazê-lo," afirmou ela.

Os resultados foram publicados no Journal of Personality.


Ver mais notícias sobre os temas:

Emoções

Ansiedade

Sentimentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.