Felicidade melhora saúde física

Felicidade pode afetar sua saúde física
Está comprovado: felicidade traz saúde.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Felicidade gera saúde

O bem-estar subjetivo - fatores como a satisfação, o desfrutar a vida, enfim, a felicidade - podem afetar diretamente a saúde física.

A conclusão é de uma revisão sistemática feita nos estudos científicos publicados até agora sobre o assunto. Na revisão, uma equipe multidisciplinar "equaliza" os estudos, não apenas checando sua qualidade e a significância dos resultados, mas também colocando-os sobre uma mesma base.

A conclusão é que o bem-estar subjetivo exerce seus efeitos na saúde física não apenas através dos mais óbvios comportamentos de saúde - quem é mais feliz se cuida mais -, mas também através dos sistemas imunológico e cardiovascular.

De acordo com a equipe responsável pela análise, embora os cientistas deverão continuar debatendo os mecanismos moleculares de como a felicidade afeta a saúde, não há mais dúvidas de que isso acontece de fato.

"Nós agora temos que levar muito a sério a descoberta de que as pessoas felizes são mais saudáveis e vivem mais, e que uma infelicidade crônica pode ser uma verdadeira ameaça para a saúde," disse o professor Ed Diener, que fez a revisão sistemática em conjunto com uma equipe das universidades da Virgínia, Utah e da Califórnia em San Diego.

Do psicológico ao físico

A expectativa é que, desvendando os mecanismos de como a felicidade afeta nossas células e órgãos, seja possível atuar nas pessoas não tão felizes.

Igualmente importante, esses resultados podem levar as pessoas capazes de assumir a responsabilidade pela própria saúde a se dedicarem a tarefas simples e mais constantes, como desenvolver hábitos mentais felizes e emoções positivas.

"Os resultados dos estudos mostram que nossos níveis de felicidade versus estresse e depressão podem influenciar nossa saúde cardiovascular, a força do nosso sistema imunológico para combater doenças e nossa capacidade de curar ferimentos," ressaltou o professor Diener.

Os resultados foram publicados na revista Applied Pshychology: Health and Well-Being.


Ver mais notícias sobre os temas:

Felicidade

Qualidade de Vida

Emoções

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.