Tratamento de canal tem revolução com vasos sanguíneos artificiais

Tratamento de canal tem revolução com vasos sanguíneos artificiais
Os tratamentos de canal atuais removem e substituem o tecido dental infectado com biomateriais sintéticos, eliminando os vasos sanguíneos e nervos do dente. Utilizando vasos sanguíneos pré-fabricados, os pacientes poderão ter melhores resultados a longo prazo.
[Imagem: OHSU - Kristyna Wentz-Graff]

Tratamento de canal

Um processo inédito mostrou-se capaz de criar novos vasos sanguíneos nos dentes, o que deverá melhorar radicalmente os tratamentos de canal feitos por milhões de pacientes odontológicos.

Embora os tratamentos de canal sejam eficazes para salvar dentes infectados ou decaídos, o procedimento padrão pode fazer com que os dentes tratados tornem-se quebradiços e suscetíveis à fratura ao longo do tempo.

Isto porque o procedimento atual envolve a remoção de tecidos dentários infectados e sua substituição por biomateriais sintéticos cobertos por uma coroa protetora.

"Este processo elimina o suprimento de sangue e os nervos do dente, tornando-o sem vida e sem qualquer resposta biológica ou mecanismo de defesa. Sem essa funcionalidade, os dentes adultos podem ser perdidos muito mais cedo, o que pode resultar em preocupações muito maiores, como a necessidade de próteses dentárias ou implantes dentários," descreve o professor Luiz Bertassoni, da Universidade do Oregon (OHSU - EUA).

Como salvar um dente

Para melhorar essa situação, Bertassoni e seus colegas usaram um processo de impressão 3D que eles mesmos haviam desenvolvido anteriormente para criar capilares artificiais - essencialmente criar pequenos vasos sanguíneos em laboratório.

Eles colocaram um molde de fibra feito de moléculas de açúcar através do canal radicular dos dentes e injetaram um material gelatinoso semelhante às proteínas encontradas no corpo, preenchidas com células de polpa dentárias. A seguir a fibra foi removida para criar um microcanal no canal radicular, onde foram inseridas células endoteliais isoladas do revestimento interior dos vasos sanguíneos.

Após sete dias, as células produtoras de dentina proliferaram perto das paredes do dente e os vasos sanguíneos artificiais se formaram em seu interior.

"Este resultado prova que a fabricação de vasos sanguíneos artificiais pode ser uma estratégia altamente eficaz para regenerar completamente a função dos dentes," disse Bertassoni. "Nós acreditamos que essa descoberta pode mudar a maneira como os tratamentos de canal serão feitos no futuro".


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde Bucal

Sistema Circulatório

Sistema Nervoso

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.