Pensar global abre a mente para o lado positivo da vida

Pensar global abre a mente para o lado positivo da vida
Pessoas que "pensam global" são "mais otimistas e querem maximizar as coisas positivas em suas vidas", diz o professor Rajeev Batra.
[Imagem: Umich]

Mente global e mente local

À medida que o mundo se torna cada vez mais global, as pessoas costumam responder de duas maneiras básicas: Elas começam a considerar-se parte da comunidade global maior, ou começam a reforçar sua associação com a sua comunidade menor, nacional ou local.

Estas diferenças podem levar a debates acalorados, tais como a recente situação conhecida como Brexit, em que os cidadãos britânicos decidiram deixar a União Europeia.

Na verdade, nossas mentalidades globais ou locais têm uma influência sobre o nosso comportamento que é mais intensa e mais profunda do que se imaginava.

Visão de mundo

Rajeev Batra (Universidade de Michigan - EUA) e Sharon Ng (Universidade Nanyang - Cingapura) não ficaram apenas nas teorizações: Eles fizeram experimentos colocando voluntários em diversas situações que simulavam as diferenças na visão de mundo, e verificaram como eles reagiam.

Mesmo distantes das brigas políticas do mundo real, os experimentos mostraram que nossa perspectiva de comunidade, mais aberta ou mais fechada, dirige até mesmo os tipos de metas que estabelecemos e a maneira como pensamos sobre nossas vidas.

Os comportamentos dos voluntários revelaram que as pessoas com uma mentalidade mais global pensam de maneira mais ampla e lidam melhor com o futuro. "Elas são mais otimistas e querem maximizar as coisas positivas em suas vidas," explica Rajeev.

Já as pessoas com uma mentalidade mais local têm maior probabilidade de focar em objetivos que giram em torno dos papéis que devem desempenhar e das responsabilidades que devem assumir. Isto é o que os pesquisadores chamam de "metas de prevenção", em contrapartida às "metas de desenvolvimento" do outro grupo. "Essas pessoas pensam sobre o aqui e o agora e querem minimizar o negativo, evitar perdas e pensar sobre razões para não fazer as coisas," disse Rajeev.

Progressistas e conservadores

"Estas diferenças de mentalidade podem nos ajudar a entender por que uma parte da população adota uma forma visão mais ampla e mais otimista, enquanto outros são mais protetores do status quo.

"Os decisores políticos que querem influenciar as pessoas a pensar mais globalmente podem querer projetar campanhas sobre questões globais, como alterações climáticas, que ajudam as pessoas a se conectar com a comunidade mundial," complementou Sharon Ng.


Ver mais notícias sobre os temas:

Comportamento

Relacionamentos

Ética

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.