Por que a amamentação previne o câncer de mama?

Por que a amamentação previne o câncer de mama?

[Imagem: Ministério da Saúde/Divulgação]

Grau de proteção

A amamentação gera benefícios para a saúde do bebê e também da mãe - a prevenção do câncer de mama é um deles.

O risco de contrair a doença diminui 4,3% a cada 12 meses de duração de amamentação, segundo um levantamento com mulheres de 30 diferentes nacionalidades. Essa proteção independe de idade, etnia, paridade e situação hormonal (pré ou pós-menopausa).

"Existe uma correlação linear entre o tempo da amamentação e o grau de proteção. Ou seja, quanto mais a mulher amamenta e por mais tempo - se ela teve dois, três partos, e nesses partos ela amamentou durante muito tempo - menor o risco, em comparação com mulheres que não tiveram tantos partos e não amamentaram por tanto tempo," disse Ronaldo Corrêa, editor científico da Revista Brasileira de Cancerologia.

Hipóteses

Neste ano, a revisão do Fundo Mundial para Pesquisas sobre Câncer (World Cancer Research Fund - WCRF) sobre lactação e câncer de mama aponta que a amamentação provavelmente diminui o risco de câncer de mama em mulheres até a pós-menopausa.

O mecanismo responsável para tal proteção ainda não foi completamente esclarecido, mas existem várias hipóteses para isso.

"Há uma hipótese que afirma que, enquanto a mulher amamenta, ela bloqueia os ciclos ovulatórios, diminuindo a sobrecarga hormonal. Ou seja, ela deixa de produzir um quantitativo maior de hormônios femininos nessa fase. Então, isso poderia ser uma explicação plausível, uma vez que grande parte dos casos de câncer de mama sofrem influência dos hormônios femininos", explica Corrêa.

Outra hipótese seria o fato de uma maior exfoliação das células dos ductos mamários durante a amamentação e o grande número de células mamárias que se submetem à morte programada após a amamentação, o que seria um modo de remover células com alguma alteração genética.

Em resumo, ainda que os cientistas não saibam como, amamentar parece diminuir o risco de câncer de mama em mulheres na pré e pós menopausa, além de estar associado a outros benefícios de saúde para a mulher e para a criança.

Manter o peso ideal para a idade, praticar atividades físicas regularmente, não consumir álcool, consumir diariamente uma dieta rica em frutas, verduras e legumes também contribuem para diminuir o risco de câncer de mama.

Câncer de mama

O câncer de mama é o câncer mais frequente no mundo e entre as mulheres, depois do câncer de pele não-melanoma. No Brasil, estimam-se 57,9 mil casos novos em 2016/2017.

Apesar das controvérsias envolvendo o assunto, a recomendação do Ministério da Saúde continua sendo a realização da mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) em mulheres de 50 a 69 anos, uma vez a cada dois anos.

Para tratar o câncer de mama, o SUS oferece cirurgias oncológicas (mastectomia, conservadoras e reconstrução mamária), radioterapia e quimioterapia.


Ver mais notícias sobre os temas:

Amamentação

Saúde da Mulher

Cuidados com o Recém-nascido

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.