7 maneiras de domar sua mente errante e aumentar a concentração

7 maneiras de domar sua mente errante e aumentar a concentração
Dar um tempo para sua mente - incluindo tirar um cochilo - pode ter efeitos inesperados.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Mente errante

A mente errante - ficar no mundo da lua, "brisar" - tem sido considerada como o inimigo número um da concentração.

Mas isso nem sempre é verdade - o tipo certo de sonhar acordado pode na verdade ajudar a se concentrar.

Veja algumas recomendações - baseadas em estudos científicos - para assumir o controle da sua mente errante, além de outras formas simples de manter a mente afiada e as ideias nítidas quando os prazos finais se aproximam, seja para uma prova, a entrega de um trabalho ou um relatório na empresa.

1. Dê à sua mente mais o que fazer

Ocupe sua mente. Pesquisas feitas pela equipe de Nilli Lavie (Universidade College de Londres) mostraram que a adição de distrações deliberadas - imagens chamativas ou um pouco de ruído de fundo - reduz a distração.

Sua "teoria da carga" propõe que isso funciona porque a atenção é um recurso limitado, então, se você preencher todas as "caixinhas" de atenção em sua mente, não vai deixar espaço para outras distrações.

2. Suborne-se

A perspectiva de um deleite pode manter as pessoas focadas, mas apenas quando o deleite vem na hora certa. Oferecer às pessoas pequenas recompensas ao longo de uma tarefa chata não impediu que elas perdessem o foco, mas a promessa de uma recompensa maior que elas receberiam no final da tarefa as manteve alertas.

"Esta abordagem provavelmente funciona melhor com um cúmplice para impedir que você se dê o prêmio muito cedo," disse Michael Esterman, do Laboratório de Atenção e Aprendizagem de Boston, que fez a pesquisa. "É difícil se enganar".

3. Teste-se

Aos poucos estamos descobrindo que há mais de uma maneira de a mente vagar e que saber como pilotar nossos devaneios pode nos salvar antes que chegue a hora da prova.

Um truque é se certificar de que sua mente está vagando sobre as coisas que você precisa aprender. Para fazer isso, teste-se com frequência. Voluntários retiveram mais de uma palestra chata quando fizeram uma pausa para testar o que eles lembravam a cada 5 minutos. Suas mentes ainda vagavam, mas vagavam no tópico, em vez de sobre outros assuntos.

4. Sonhe acordado durante os intervalos

Parar de vez em quando para dar à sua mente uma chance de vagar à vontade pode estimular o foco, garante o psicólogo Paul Seli, da Universidade de Harvard. "Se você diz a si mesmo, agora vou pensar sobre algo não relacionado, talvez solucionar problemas sobre outra coisa que esteja em sua mente, e depois voltar para sua tarefa, isso definitivamente pode ser benéfico", garante ele.

5. Desestresse

Você pode pensar que uma dose de adrenalina focará sua mente, mas o estresse de fato estimula a liberação de hormônios, incluindo a noradrenalina, que se liga aos receptores nos circuitos de controle cognitivo. Isso, por sua vez, torna mais difícil para esses receptores evitarem que a mente vague.

6. Zzzzzzzzz...

A falta de sono detona o desempenho mental em geral e reduz nossa capacidade de resistir a distrações internas e externas.

E há um bônus adicional - o sono também é importante para a consolidação da memória. Na verdade, pesquisas recentes sugerem que, se você tirar um cochilo uma hora antes de um exame, esse seria um uso mais eficaz do seu tempo do que gastá-lo em uma revisão.

7. Rabisque

Em um experimento, as pessoas forçadas a ouvir uma gravação de voz chata puderam lembrar mais depois se fossem autorizadas a rabiscar ou escrever. Mas o conteúdo é importante. Escrever sobre algo relacionado ao que você está tentando lembrar chega mais próximo do "brisar" intencional, o que pode ajudá-lo a se concentrar na tarefa em questão. Mas não seja muito elaborado - se seus rascunhos se tornarem muito envolventes, o resultado pode sair ao contrário.


Ver mais notícias sobre os temas:

Concentração

Mente

Memória

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.