Lente de contato com corante elimina daltonismo

Lente de contato para daltonismo
A lente de contato contra daltonismo pode se tornar a primeira opção de baixo custo para corrigir a dificuldade de visualização de cores.
[Imagem: Universidade de Birmingham]

Deficiência da visão de cores

Pesquisadores da Universidade de Birmingham (Reino Unido) desenvolveram uma lente de contato que promete ajudar pessoas com daltonismo sem quebrar sua conta bancária.

O daltonismo, ou deficiência da visão de cores, é um distúrbio ocular genético hereditário que faz com que as pessoas tenham dificuldade em distinguir certas cores. O problema ocorre em graus variados, desde a mais comum confusão entre vermelho e verde até a incapacidade total de visualização de cores.

A visão de cores normal é tricromática, ou seja, qualquer cor pode ser criada combinando as cores azul, vermelho e verde, que são percebidas por um grupo de cones na parte de trás do olho. Esses cones são divididos em três grupos, responsáveis pelos comprimentos de onda curtos (azul), médios (verde) e longos (vermelho). Na visão normal, todos os três estão presentes. Quando algum desses cones está em menor número, o cérebro recebe informações incorretas, levando a uma capacidade limitada de identificar certas cores.

Embora não exista cura para esse distúrbio, vários métodos têm sido propostos para aumentar a percepção das cores. No entanto, os produtos atuais no mercado, como os óculos de filtragem de cor, são caros, volumosos e incompatíveis com outros óculos corretores de visão.

Lente de contato para daltonismo

Abdel-Rahman Badawy e seus colegas construíram agora uma versão mais barata de correção para o daltonismo: Uma lente de contato comercial tingida com um corante derivado da rodamina.

Esse derivado particular de rodamina foi escolhido por sua capacidade de absorver certos comprimentos de onda da luz. Os pesquisadores descobriram que o corante bloqueia a banda que fica entre os comprimentos de onda vermelho e verde, que é percebido por dois conjuntos de cones ópticos correspondentes simultaneamente.

A remoção desta banda pela lente tingida inibe o disparo simultâneo dos cones designados para bandas de comprimento de onda verde e vermelho, permitindo uma melhor diferenciação entre as cores vermelha e verde.

"Estamos agora tentando usar um processo semelhante para corrigir o daltonismo roxo-azul, e também para reunir uma série de corantes para fazer as lentes funcionarem para daltonismo vermelho-verde e roxo-azul simultaneamente. Estamos prestes a começar os testes clínicos em humanos," disse o professor Haider Butt, orientador do trabalho.


Ver mais notícias sobre os temas:

Olhos e Visão

Cérebro

Concentração

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.