Como ficar em forma para prevenir a demência

Como ficar em forma para prevenir a demência
E há uma dica adicional: um copo de chá - qualquer chá - protege contra a demência.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Em forma contra a demência

"Sabemos hoje que uma boa condição física também contribui para um cérebro saudável. Além disso, estudos observacionais sugerem que as pessoas que se movimentam muito também têm um estado cognitivo melhor."

A afirmação é da professora Ana Isabel Verdelho, da Universidade de Lisboa, em Portugal.

A equipe da neurologista está trabalhando em um estudo experimental que investiga as rotas fisiológicas por meio das quais a atividade física previne os danos cognitivos causados por distúrbios circulatórios no cérebro.

"Não se pode simplesmente concluir que o exercício é a causa da inexistência de demência nas pessoas que têm sido fisicamente ativas durante toda a sua vida. Elas também podem ter feito outras boas escolhas, como ter cuidado com a sua alimentação ou submeter-se a exames regulares para observação de fatores de risco vasculares," detalhou a pesquisadora.

Fatores de risco para a demência

Antes de chegar a conclusões definitivas, Ana Isabel destaca que os dados atuais já permitem dizer que as atividades físicas minimizam os maiores fatores de risco para a demência.

"O fator de risco número um é a idade: quanto mais velho, maior a possibilidade de ficar demente. Nas pessoas que têm sido mentalmente ativas durante toda a vida, a doença começa mais tarde. Talvez isso se deva ao fato de os défices aparecerem mais tarde num cérebro em 'treino' constante," disse ela.

Além disso, fatores vasculares, como hipertensão, diabetes, obesidade e colesterol, são cruciais.

"Estes fatores negativos têm especialmente impacto quando já estão presentes numa idade jovem. O problema é que a maioria das pessoas com 30 ou 40 anos não vai ao médico para ver se tem hipertensão," disse a pesquisadora. O fato de a pressão alta ter um componente fortemente hereditário pode indicar a essas pessoas para fazerem uma avaliação preventiva. E existem várias alternativas para tratar a hipertensão.

A alimentação também desempenha um papel importante na prevenção das demências, ressalta a professora Ana Isabel: "Tal como em muitas outras áreas dos cuidados de saúde, a dieta mediterrânica - rica em peixe, vegetais e azeite - tem contribuído para a prevenção da demência."


Ver mais notícias sobre os temas:

Neurociências

Cérebro

Mente

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.