Bateria biocompatível e flexível para marcapassos e outros implantes

Bateria biocompatível e flexível para marcapassos e outros implantes
A bateria é flexível e feita inteiramente de compostos orgânicos biocompatíveis.
[Imagem: Queens University Belfast]

Bateria orgânica

Está surgindo uma alternativa flexível e orgânica às baterias rígidas e potencialmente tóxicas que alimentam os implantes médicos.

Atualmente, implantes como marcapassos e desfibriladores estão equipados com baterias rígidas e feitas de metal, que precisam ser cuidadosamente seladas e envolvidas por camadas protetoras para não causar problemas.

O novo dispositivo flexível - seu nome técnico é supercapacitor - é composto de eletrólitos não inflamáveis e compósitos orgânicos, todos seguros para o corpo humano. Esses compostos também podem ser facilmente degradados, sem os custos associados à reciclagem das baterias à base de metal.

Outra vantagem é que a bateria pode ser fabricada com materiais naturais prontamente disponíveis, em vez de metais ou semicondutores sofisticados e caros.

"O dispositivo que criamos tem um ciclo de vida mais longo, não é inflamável, não tem problemas de vazamento e, acima de tudo, é mais flexível para ser colocado dentro do corpo. Na sociedade moderna, todos dependemos cada vez mais de eletrônicos portáteis, como celulares e computadores, em nossas vidas cotidianas e essa tendência se espalhou para outras áreas importantes, como os dispositivos de saúde," disse a Dra. Geetha Srinivasan, da Universidade Queens (Reino Unido), que chefiou a equipe que desenvolveu a bateria orgânica.

Desta forma, embora a equipe esteja se concentrando nas vantagens da bateria para uso no campo médico, eles acreditam ter encontrado uma solução mais ampla, que poderá fornecer soluções em eletrônicos portáteis e de vestir, tornando todos esses aparelhos mais flexíveis.


Ver mais notícias sobre os temas:

Implantes

Robótica

Equipamentos Médicos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.