Por que as alergias estão aumentando?

Por que as alergias estão aumentando?
As alergias estão se espalhando pelo mundo e aumentando em intensidade. Cada vez é maior a incidência de rinites, asma, urticária e várias outras manifestações dessas reações imunológicas.
[Imagem: University of Montreal]

Aumento das alergias

As alergias estão se espalhando pelo mundo e aumentando em intensidade. Cada vez é maior a incidência de rinites, asma, urticária e várias outras manifestações dessas reações imunológicas.

E por que as alergias estão aumentando e se tornando tão comuns no mundo todo?

"Excesso de limpeza", é a resposta taxativa do Dr. Guy Delespesse, professor da Escola de Medicina da Universidade de Montreal, no Canadá.

Causas das alergias

As alergias podem ser causadas por histórico familiar, poluição do ar, alimentos processados, estresse, fumo etc.

Mas a esta lista deve-se somar a exposição cada vez menor das pessoas às bactérias, defende o Dr. Delespesse.

"Há uma relação inversa entre o nível de higiene e a incidência de alergias e doenças autoimunes," diz o médico. "Quanto mais estável o ambiente que uma criança vive, mais elevado é o risco de ela desenvolver alergias ou problemas autoimunes ao longo de sua vida.

Hipótese da higiene

O médico canadense não está sozinho ao defender a ideia, já conhecida no mundo científico como hipótese da higiene.

Nessa linha de que limpeza demais faz mal, cientistas já demonstraram que o excesso de limpeza prejudica a cicatrização de ferimentos em crianças.

Uma pesquisa mais ampla foi ainda mais longe e definiu simplesmente que nosso sistema imunológico pode estar ficando preguiçoso.

Estatísticas sobre alergias

Os dados não deixam margens a dúvidas. Em 1980, 10 por cento da população ocidental sofria de alergias. Hoje a incidência atinge 30%.

Em 2010, uma em cada 10 crianças é diagnosticada como asmática e a taxa de mortalidade resultante dessa condição aumentou 28% entre 1980 e 1994.

"Não é apenas a prevalência, mas a gravidade dos casos," diz o Dr. Delespesse. "As regiões nas quais as condições sanitárias permaneceram estáveis também mantiveram um nível constante na incidência das alergias e das doenças inflamatórias."

Sistema imunológico contra-ataca

"As alergias e outras doenças autoimunes, como o diabetes do tipo 1 e a esclerose múltipla, são o resultado do nosso sistema imunológico se voltar contra nós," explica o médico.

E por que isso acontece?

"As bactérias em nosso sistema digestivo são essenciais para a digestão e também servem para educar nosso sistema imunológico. Elas podem ensiná-lo como reagir a substâncias estranhas. Isto continua sendo um fator chave no desenvolvimento do sistema imunológico de uma criança," explica Delespesse.

Embora a higiene reduza nossa exposição a bactérias danosas, ela também limita nossa exposição a microorganismos benéficos. Como resultado, a flora bacteriana do nosso sistema digestivo não é tão rico e diversificado como poderia e deveria ser.

Probióticos contra as alergias

O Dr. Delespesse recomenda alimentos probióticos para enriquecer nossa flora intestinal..

Probióticos são bactérias intestinais que têm impactos benéficos para a saúde humana. Eles têm sido usados há décadas na fabricação de iogurtes.

Os probióticos têm um efeito comprovado nos tratamentos de diarreias e vários estudos detectaram benefícios similares para o sistema imunológico e para combater as alergias.

"Consumir probióticos durante a gravidez pode ajudar a reduzir as alergias nas crianças," defende o médico. "Eles não são um remédio milagroso, mas ainda são são um dos muitos elementos que melhoram nossa dieta e nossa saúde."


Ver mais notícias sobre os temas:

Alergias

Alimentação e Nutrição

Higiene Pessoal

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.