08/08/2017

Plantas medicinais da Caatinga terão catálogo na internet

Com informações do MCTIC
Plantas medicinais da Caatinga terão catálogo na internet
As plantas medicinais da Caatinga estão entre as menos estudadas de toda a biodiversidade brasileira.[Imagem: Agência Brasil]

Caatinga medicinal

Após catalogar mais de 100 variedades de plantas com propriedades medicinais na Caatinga, pesquisadores do Instituto Nacional do Semiárido (Insa) pretendem disponibilizar essas informações na internet.

Para coletar os dados sobre as espécies, os cientistas viajaram por mais de 30 mil quilômetros e entrevistaram mais de 200 integrantes de comunidades tradicionais e quilombolas em Pernambuco.

O catálogo em construção vai reunir plantas usadas como anti-inflamatórios, cicatrizantes e antibióticos.

Depois de coletadas as informações sobre as plantas, os dados foram encaminhadas para laboratórios para que pudessem ser analisadas características de cada planta, como atividade biológica, dosagem e toxicidade.

Renda para as comunidades

A equipe do Insa acredita que, com conhecimento sobre as propriedades terapêuticas dessas plantas será possível gerar renda e emprego nas comunidades, mediante a constituição de uma cadeia produtiva a partir dessas espécies medicinais.

"Essas plantas do bioma Caatinga são as menos estudadas na sua biodiversidade. [O bioma] é o menos protegido legalmente. O que a gente quer mostrar é que existe uma riqueza de compostos bioativos ainda não explorada," disse a coordenadora do Núcleo de Bioprospecção e Conservação da Caatinga e professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Márcia Vanusa da Silva.

Além de divulgar informações científicas, a ideia é preservar o conhecimento desenvolvido nessas comunidades. Hoje, 60% do mercado farmacêutico mundial produz medicamentos de base biológica, movimentando quase US$ 60 bilhões.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.