26/12/2016

Mulheres têm melhor concentração; Rock distrai os homens

Redação do Diário da Saúde

Evite rock ao jogar

Se você é homem e está interessado em melhorar sua concentração, então é melhor fazer suas tarefas ouvindo música clássica.

Experimentos mostraram que ouvir Mozart melhora o desempenho dos homens durante uma tarefa, enquanto uma música mais agitada, como um rock do AC/DC, acaba prejudicando o desempenho.

Generalizando os resultados, a equipe por trás do estudo, do Imperial College de Londres e da Faculdade Real de Música (Reino Unido), afirma que a música clássica pode ser a melhor opção quando os homens precisam se concentrar em uma tarefa.

Por motivos ainda não esclarecidos, a música não produziu nenhum efeito no desempenho das mulheres, embora elas tenham se saído melhor do que os homens no jogo envolvido no estudo.

Os resultados mostraram que as mulheres têm uma melhor concentração na tarefa, distraindo-se menos com a música.

Concentração feminina

A equipe pediu a 352 voluntários para jogar uma partida do jogo Operação, um jogo educacional que consiste em remover várias partes do corpo de um paciente simulado, cujo nariz pisca e zumbe se os instrumentos encostarem em determinadas partes do seu corpo.

Os voluntários jogaram usando fones de ouvido que tocavam uma de três músicas - Andante da Sonata para Dois Pianos, de Mozart, Thunderstruck, do AC/DC, ou o som de uma sala de cirurgias.

Os homens que ouviram AC/DC foram mais lentos e cometeram mais erros em comparação com os homens que ouviram Mozart ou o som da sala de operações. A música Thunderstruck provocou 36 erros em média, enquanto a Sonata e os ruídos da URI causaram uma média de 28 erros.

As mulheres, no entanto, não pareciam ser distraídas pela música rock, e nenhuma das três faixas fez qualquer diferença no desempenho ou na velocidade das jogadoras. No geral, elas levaram mais tempo para remover as partes do corpo, mas cometeram menos erros.

A pesquisa foi publicada no Medical Journal of Australia.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.