08/08/2017

Falso positivo de mamografia aumenta chance de uso de antidepressivos

Redação do Diário da Saúde
Falso positivo de mamografia aumenta chance de uso de antidepressivos
Outro melhoramento longamente esperado pelas pacientes é um exame de mamografia mais confortável e sem os perigosos raios X.[Imagem: Michelle Heijblom/University of Twente]

Mais danos que benefícios

Os críticos do excesso de exames e tratamentos atualmente em voga no mundo ocidental têm dado grande ênfase ao fato de que as campanhas de prevenção do câncer não trazem benefícios.

No caso do câncer de mama, os estudos indicam que as mamografias preventivas podem ser prejudiciais às mulheres, não apenas com as mulheres sofrendo anos após um falso positivo de mamografia, como também sujeitando-se a um aumenta do risco de câncer real.

Agora, um novo levantamento mostrou que as mulheres que recebem um resultado falso positivo de mamografia são mais propensas a iniciar tratamentos para ansiedade ou depressão do que as mulheres que receberam um resultado negativo imediato.

A equipe do Dr Joel Segel, da Universidade do Estado da Pensilvânia (EUA) teve o cuidado de tirar da amostra todas as mulheres que já haviam recebido receitas de antidepressivos anteriormente, mostrando que o falto positivo de mamografia gera prescrições novas.

Resultado positivo requer ação rápida

Um resultado falso positivo é aquele em que uma suspeita na mamografia preventiva gera exames adicionais, exames estes que, por sua vez, descartam o diagnóstico do câncer de mama.

Entre as pacientes que tiveram que realizar outro exame, geralmente uma biópsia, houve um aumento de até 30% na chance de receber um tratamento com medicações para ansiedade ou depressão no período imediatamente posterior. O aumento foi particularmente notável entre as mulheres que tiveram que realizar vários exames para descartar o diagnóstico do câncer de mama.

Mais importante, o estudo identifica subpopulações que correm maior risco de aumento da ansiedade após um mamograma falso positivo: mulheres cujo resultado falso positivo requer mais de um teste de acompanhamento para uma conclusão definitiva, mulheres que se submetem a uma biópsia, mulheres que esperam mais de uma semana para receber um resultado negativo e mulheres com menos de 50 anos.

"Os resultados sugerem que os esforços para resolver rapidamente resultados inicialmente positivos, incluindo testes de acompanhamento no mesmo dia, podem ajudar a reduzir a ansiedade e até mesmo prevenir o início de medicação de ansiedade ou depressão," disse o Dr. Segel.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.