29/05/2018

Descoberto elo entre meditação e respiração que controla a mente

Redação do Diário da Saúde
Descoberto elo entre meditação e respiração que controla a mente
É importante escolher qual tipo de meditação você prefere porque diferentes tipos de meditação afetam diferentes partes do cérebro.[Imagem: Northeastern University]

Noradrenalina e concentração

Iogues e budistas ensinam há milênios que a meditação e práticas focadas na respiração, como o pranayama, fortalecem nossa capacidade de nos concentrarmos nas tarefas.

Pesquisadores do Trinity College de Dublin (Irlanda) descobriram agora uma ligação neurofisiológica entre a respiração e a atenção que pode ser uma das responsáveis por esses efeitos.

A respiração - um elemento-chave das práticas de meditação e de mente alerta - afeta diretamente os níveis de um mensageiro químico natural do cérebro chamado noradrenalina.

Esse mensageiro químico é liberado quando somos desafiados, quando ficamos curiosos, focados ou somos emocionalmente estimulados. Quando produzido nos níveis adequados, ele ajuda o cérebro a desenvolver novas conexões, funcionando como uma espécie de "fertilizante cerebral".

Em outras palavras, a maneira como respiramos afeta diretamente a química dos nossos cérebros de uma maneira que pode melhorar nossa atenção e melhorar nossa saúde cerebral.

Respiração e concentração

O voluntários do estudo que se concentravam bem enquanto realizavam uma tarefa que exigia muita atenção apresentaram maior sincronização entre seus padrões respiratórios e sua atenção do que aqueles que tinham um foco deficiente. Os pesquisadores concluem que isto pode explicar como as práticas de controle da respiração funcionam para estabilizar a atenção e melhorar a atividade do cérebro.

Descoberto elo entre meditação e respiração que controla a mente
Retiros espirituais melhoram a química do cérebro, além do bem-estar emocional.
[Imagem: Fetzer Institute]

"Os praticantes de ioga afirmam há cerca de 2.500 anos que a respiração influencia a mente. Em nosso estudo, nós procuramos um elo neurofisiológico que pudesse ajudar a explicar essas afirmações medindo a respiração, o tempo de reação e a atividade cerebral em uma pequena área do tronco cerebral, o cerúleo (locus coeruleus), onde a noradrenalina é produzida.

"A noradrenalina é um sistema de ação para todos os fins no cérebro. Quando estamos estressados produzimos noradrenalina demais e não conseguimos nos concentrar. Quando nos sentimos sem energia, produzimos muito pouco e de novo não há foco. Há um ponto ideal de noradrenalina no qual nossas emoções, pensamentos e memória são muito mais claros," detalhou o professor Michael Melnychuk, coordenador da pesquisa.

A meditação focada na respiração e as práticas de respiração iogue têm inúmeros benefícios cognitivos conhecidos, incluindo maior capacidade de concentração, diminuição das divagações mentais, melhor nível de alerta, mais emoções positivas, menor reatividade emocional, e muitos outros. Os cientistas, no entanto, ainda lutam para encontrar conexões neurofisiológicas entre a respiração e a cognição para explicar os benefícios registrados nos experimentos.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.