25/01/2018

Amendoim-bravo possui compostos que combatem vírus da hepatite C

Com informações da Agência Fapesp
Amendoim-bravo possui compostos que combatem vírus da hepatite C
Ao contrário do amendoim tradicional, que é uma planta rasteira, o amendoim-bravo é uma pequena árvore, que produz sementes aladas.[Imagem: Jorge Vallmitjana]

Amendoim-bravo

Depois de descobrirem que o veneno de cascavel possui compostos contra o vírus da hepatite C, uma equipe de pesquisadores brasileiros partiu para ver o que poderiam encontrar não entre os animais, mas na flora brasileira.

A equipe das universidades Estadual Paulista (Unesp), Federal de Uberlândia (UFU) e USP testaram o potencial antiviral dos flavonoides de uma planta medicinal conhecida como amendoim-bravo (Pterogyne nitens) - flavonoides são compostos encontrados em frutas, flores, vegetais em geral, mel e também no vinho.

Esta planta foi selecionada a partir de uma biblioteca de mais de duzentos compostos naturais isolados de plantas brasileiras pela equipe do professor Luis Octávio Regasini.

Foram isolados dois flavonoides presentes nas folhas do amendoim-bravo: a sorbifolina e a pedalitina.

Esses flavonoides foram então analisados de forma idêntica aos compostos do veneno de cascavel. Foi testada a ação antiviral dos dois compostos, em células humanas infectadas com o vírus da hepatite C e em células não infectadas.

"A sorbifolina bloqueou a entrada do vírus nas células humanas em 45% dos casos. Já a pedalitina obteve um resultado mais promissor, bloqueando em 79%. O experimento foi feito com dois genótipos do vírus da hepatite C, o genótipo 2A, que é o padrão para todos os estudos, e o genótipo 3, que é o segundo mais prevalente no Brasil. Nos dois casos, a ação antiviral dos flavonoides foi equivalente", explicou a professora Ana Carolina Gomes Jardim.

Na outra ponta do ciclo viral, os flavonoides não apresentaram nenhum tipo de ação antiviral no processo de replicação das partículas virais, nem os impediram de sair da célula infectada.

"Os flavonoides de amendoim-bravo estão entre os cerca de 200 compostos testados, que foram isolados de plantas brasileiras ou sintetizados com base em estruturas naturais," explicou a pesquisadora Paula Rahal. "Os dois flavonoides foram testados contra o vírus da hepatite C porque já haviam demonstrado possuir efeitos antivirais em experimentos com o vírus da dengue." - os vírus da dengue e da hepatite pertencem à mesma família de vírus, chamada Flaviviridae.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.