Você provavelmente não sabe tanto quanto pensa que sabe

O sabe-tudo

Todos nós já encontramos pessoas do tipo sabe-tudo, que pensam que sabem mais do que realmente sabem. Se você estiver falando sobre produtos, como vinhos ou motocicletas, elas podem realmente saber tanto quanto pensam que sabem.

Mas quando o assunto são planos de saúde, políticas sociais ou nutrição, elas provavelmente não saberão tanto quanto acham que sabem. Esta é a conclusão de uma nova pesquisa publicada no Journal of Consumer Research.

Conhecimento dos consumidores

Os autores Jay P. Carlson, Leslie H. Vincent, David M. Hardesty e William O. Bearden fizeram uma meta-análise de 103 pesquisas de conhecimento dos consumidores que foram feitas entre 1980 e 2007. "No geral, nossos resultados sugerem que as pessoas não superestimam seus conhecimentos no tocante ao quanto eles sabem. Elas podem enganar a si mesmas para acreditar que são mais conhecedoras do que são," explicam eles.

Conhecimento objetivo e conhecimento subjetivo

No estudo, os pesquisadores compararam o conhecimento objetivo (o que as pessoas sabem) com o conhecimento subjetivo (o que as pessoas pensam que sabem). Eles compararam conhecimentos sobre bens de consumo e serviços com conhecimentos relacionados à saúde, produtos duráveis com não-duráveis e produtos de entretenimento com produtos do dia-a-dia.

Eles descobriram maiores correlações entre os conhecimentos objetivo e subjetivo com produtos do que com não-produtos, como serviços e informações relacionadas à saúde. As pessoas também são melhores em estimar seu conhecimento acerca de produtos de entretenimento do que de produtos do dia-a-dia.

Comparando-se com outros

Os autores também descobriram que a sensação das pessoas com respeito ao seu próprio conhecimento depende de quem elas estão comparando consigo próprias. "Nossos resultados indicam que, se a comparação é feita com relação a um especialista, as crenças dos consumidores com relação ao seu conhecimento são mais consistentes com o seu conhecimento real do que se a comparação for feita com relação a uma pessoa média.


Ver mais notícias sobre os temas:

Auto-imagem

Consumo Responsável

Trabalho e Emprego

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.