Técnica detecta tuberculose e resistência a medicamentos em um dia

Resistência a medicamentos

A equipe liderada pelo Dr. Manuel Casal, do Hospital Reina Sofia, em Córdoba, conseguiu diagnosticar a tuberculose em apenas um dia e determinar se ela é ou não é resistente a dois dos medicamentos usados para tratar essa doença.

"O diagnóstico rápido é um passo importante para se eliminar essa doença", afirma Casal. "Quanto mais tempo uma pessoa sofre da doença sem saber, mais pessoas podem ser infectadas."

Seu grupo obteve êxito utilizando uma técnica genética biomolecular capaz de detectar em um dia, ou no máximo dois, se um paciente sofre de tuberculose e se a doença é ou não resistente à rifampicina e à isoniazida, dois dos principais medicamentos utilizados no tratamento.

Diagnóstico rápido da tuberculose

Segundo o médico, essa técnica não procura por bactérias vivas, mas sim pelo seu componente mais importante, o ácido nuclêico, dentro do qual é feito um estudo de determinados genes "que indicam se a bactéria sofreu ou não mutações capazes de torná-la imune ao tratamento. Desta forma, diretamente e sem a necessidade de recorrer a culturas, é possível fazer o diagnóstico do paciente. O teste consiste no confronto de uma série de reagentes com outros, que nos diz se a patologia está ou não presente." Graças a este sistema, "é possível obter os resultados do exame no mesmo dia, enquanto as técnicas anteriores exigiam pelo menos 15 dias."

De 15 dias a um mês para um diagnóstico

Até agora, a resistência da tuberculose contra os medicamentos eram detectados através de meios sólidos - culturas de micobactéria (Mycobacterium tuberculosis) - e chegam a demorar um mês.

Após esse período, a cultura é confrontada com diluições de drogas diferentes para determinar se as bactérias são ou não sensíveis ou resistentes.

Como o Dr Casal assinala, este processo é suscetível à contaminação, falhas e contágios, o que obrigava sua execução em cabines isoladas dentro dos laboratórios.

Novos testes

O crescimento das bactérias pode também ser obtido em meios líquidos, o que leva 15 dias e também exige rigorosas medidas de segurança. Esta era a situação até a introdução desta nova técnica, que tem apenas um inconveniente até o momento, ele só foi testado usando duas das cinco drogas principais usadas para tratar esta doença. "A sua utilização precisa ser estendida a nível mundial e para o resto das drogas."

Cinco drogas principais são usadas para tratar essa doença, causada pelo Mycobacterium tuberculosis, com cinco secundárias que são usadas em substituição das primeiras, quando o paciente apresenta resistência a estas.

A tuberculose é transmitida através do ar de pessoa para pessoa e o tratamento mínimo dura seis meses.


Ver mais notícias sobre os temas:

Exames

Bactérias

Medicamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.