Quer um relacionamento romântico? Seja sincero consigo mesmo

Quer um relacionamento romântico? Seja sincero consigo mesmo
Quer ter um relacionamento romântico? Então seja fiel a si mesmo, mantenha-se como você realmente é, e um relacionamento romântico e saudável se seguirá naturalmente, afirmam cientistas.
[Imagem: Wikimedia]

O segredo para um namoro feliz

Quer ter um relacionamento romântico? Então seja fiel a si mesmo, mantenha-se como você realmente é, e um relacionamento romântico e saudável se seguirá naturalmente.

A conclusão é um novo estudo que analisou como os relacionamentos de namoro são afetados pela capacidade das pessoas de ver a si mesmas de forma clara e objetiva, agir de forma coerente com seus próprios valores e interagir com honestidade e sinceridade com os outros.

Em outras palavras, o estudo verificou a capacidade das pessoas para seguir as palavras de William Shakespeare: "Sê sincero para o teu próprio Eu."

Sinceridade consigo mesmo

Os resultados mostraram que os estudantes universitários que relataram ser mais fiéis a si mesmos também relataram namoros mais positivos e realizadores.

"Se você é fiel a si mesmo, é mais fácil agir de forma a gerar intimidade nos relacionamentos, e isto vai fazer seu relacionamento mais gratificante", afirma Amy Brunell, da Universidade do Estado de Ohio, nos Estados Unidos.

Ela é a principal autora do estudo, que será publicado no próximo exemplar da revista científica Personality and Individual Differences.

Autenticidade disposicional

Participaram da pesquisa 62 casais de estudantes universitários, todos heterossexuais. Os participantes responderam uma longa lista de perguntas em três sessões separadas, que ocorreram com intervalos de cerca de duas semanas.

O primeiro questionário sondava o quanto os participantes eram verdadeiros para si mesmos, uma característica que os psicólogos chamam de "autenticidade disposicional."

A autenticidade disposicional foi medida através de respostas do tipo "verdadeiro ou falso" a perguntas como "Bom ou não, estou ciente de quem eu realmente sou."

Intimidade no relacionamento

No geral, o estudo descobriu que homens e mulheres que relataram ser mais verdadeiros para consigo próprios também se comportaram de forma mais intimista e de formas menos destrutivas com seus parceiros, e isso levou-os a sentir a sua relação como sendo mais positiva. Além disso, eles também relataram um maior bem-estar pessoal.

Na segunda fase, os participantes responderam a perguntas que analisavam vários aspectos de seu relacionamento, incluindo sua disponibilidade para discutir as suas emoções com o seu parceiro, e se guardavam segredos para o outro.

A terceira fase envolveu medidas de satisfação com o relacionamento e bem-estar pessoal.

Diferença entre homens e mulheres

O estudo revelou então uma diferença interessante entre os homens e as mulheres em relação a como cada um deles é afetado pela autenticidade do parceiro.

Os homens que eram mais fiéis a si mesmos têm parceiras que apresentam comportamentos no relacionamento que são mais saudáveis.

No entanto, não houve relação significativa entre o fato de as mulheres serem fiéis a si mesmas e os comportamentos dos homens no relacionamento.

Intimidade no relacionamento

Segundo a pesquisadora, isto pode ser resultado dos diferentes papéis atribuídos a cada gênero no relacionamento vigentes em nossa sociedade.

"Normalmente, nos relacionamentos de namoro ou casamento, a intimidade no relacionamento tende a ficar 'a cargo' das mulheres," explicou Brunell.

"Assim, quando os homens têm essa autenticidade disposicional, e querem ter um relacionamento aberto e honesto, eles tornam o trabalho das mulheres mais fácil - elas podem mais facilmente regular a intimidade", disse ela.

Mas, como os homens têm um papel menos importante no desenvolvimento da intimidade no relacionamento, eles não foram afetados tanto pelo fato de suas parceiras serem fiéis a si mesmas ou não.


Ver mais notícias sobre os temas:

Relacionamentos

Sentimentos

Bem-estar emocional

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.