Preço de remédios contra câncer sobe mais que sua qualidade

Preço dos medicamentos contra câncer sobem mais que sua qualidade
O preço dos medicamentos contra câncer sobe acima da inflação há 20 anos - mas os benefícios não.
[Imagem: MIT/iStock]

Preço sobe mais que a qualidade

A Sociedade Europeia de Oncologia Médica (ESMO), organização dedicada à pesquisa e tratamento do câncer, emitiu uma nota dando apoio e externando suas preocupações com relação a um artigo científico que mostrou o aumento desenfreado dos custos dos medicamentos contra o câncer.

Ronak Saluja e seus colegas da Universidade de Toronto (Canadá) usaram dados e métricas tanto da ESMO quanto da Sociedade Norte-Americana de Oncologia Clínica (ASCO) para avaliar se os benefícios clínicos das novas drogas anticâncer aumentaram ao longo do tempo no mesmo nível do aumento dos seus preços.

Os dados, publicados no Journal of Oncology Practice mostram que, embora os custos dos novos medicamentos contra o câncer tenham subido fortemente na última década, os benefícios clínicos que eles trazem não melhoraram proporcionalmente a esse aumento de preços.

A ESMO afirma que o acesso a medicamentos antineoplásicos é um componente importante dos tratamentos de câncer de alta qualidade, portanto, a acessibilidade é crucial para garantir o tratamento ideal e o melhor atendimento a cada paciente - e a acessibilidade refere-se ao custo do medicamento, que está fora do alcance econômico da maioria dos pacientes.

No entanto, destaca a entidade, existem muitos fatores críticos adicionais para o paciente além do uso de medicamentos de custo elevado, mais ainda quando esses medicamentos não cumprem as expectativas de médicos e pacientes.

"Outras considerações importantes incluem a disponibilidade de oncologistas altamente treinados, diagnósticos rápidos, o financiamento e as estruturas necessárias para pesquisas, uma abordagem holística para o tratamento do câncer, incorporando cuidados paliativos e de apoio, e uma abordagem multidisciplinar para melhor gerenciar e tratar os nossos pacientes," disse o Dr. Josep Tabernero, presidente da ESMO.


Ver mais notícias sobre os temas:

Ética

Câncer

Medicamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.