Meditação transcendental reseta o cérebro ao seu estado natural

Meditação transcendental reseta o cérebro ao seu estado natural
A técnica da Meditação Transcendental ativa o modo default das redes neurais, uma espécie de modo padrão, natural, do cérebro.
[Imagem: Cognitive Processing, Volume 11 (2010), Issue 1]

Resetando o cérebro

Um estudo realizado entre estudantes universitários na Universidade Americana descobriu que eles conseguem ativar o modo default das suas redes neurais - uma espécie de modo padrão, natural, do cérebro - durante a prática da técnica da Meditação Transcendental.

O estudo, aleatório e controlado, com duração de três meses, e que utilizou exames de eletroencefalografia para monitorar o cérebro durante a prática da meditação, será publicado em uma edição especial da revista de neurociências Cognitive Processing.

Estado natural do cérebro

São as seguintes as principais conclusões do estudo:

A Meditação Transcendental produz um estado único de "vigília tranquila", como se pode verificar na potência alfa significativamente mais elevada no córtex frontal e das ondas beta e gama mais baixas nas mesmas áreas frontais durante a prática da meditação.

A Meditação Transcendental cria uma maior coerência alfa entre os hemisférios direito e esquerdo do cérebro, sugerindo que o cérebro está funcionando como um todo.

A Meditação Transcendental aumenta a sensação individual do "self" ativando o que os neurocientistas chamam de "modo padrão da rede" no cérebro.

Este é considerado o estado natural do cérebro, vislumbrado pelos neurocientistas durante o descanso de olhos fechados, mas é muito mais amplamente ativado durante a prática da meditação transcendental.

Meditar e descansar de olhos fechados

"A descoberta das diferenças significativas das ondas cerebrais entre os alunos que praticavam a técnica de Meditação Transcendental e aqueles que simplesmente descansavam com os olhos fechados é particularmente convincente, porque os participantes foram divididos aleatoriamente entre as duas situações, e o teste foi conduzido por um pesquisador que desconhecia a condição experimental a que os participantes estavam sendo submetidos," disse David Haaga, professor de psicologia na Universidade Americana e coautor do estudo.

"Pesquisas já haviam demonstrado que simplesmente fechar os olhos e relaxar reforça o modo padrão do cérebro. Um achado adicional significativo deste novo estudo é que a atividade no modo padrão aumenta durante a Meditação Transcendental quando comparada ao simples descanso de olhos fechados,", disse Fred Travis, outro participante da pesquisa.

Benefícios da meditação

"Diferentes técnicas de meditação implicam vários graus de controle cognitivo. Assim, padrões de ativação do modo padrão da rede cerebral podem dar dicas sobre a natureza das práticas de meditação," conclui ele.

Pesquisas publicadas anteriormente comprovaram que a prática da Meditação Transcendental diminui a pressão arterial, a aterosclerose e o colesterol e diminuem os riscos de derrame e insuficiência cardíaca e é eficaz contra déficit de atenção e a hiperatividade.

Veja ainda a reportagem Dê um passo atrás para avançar emocionalmente.


Ver mais notícias sobre os temas:

Meditação

Cérebro

Mente

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.