Finalmente um celular moderno para idosos e deficientes

Finalmente um celular moderno para idosos e deficientes
O aparelho é conectado aos telefones celulares comuns mais modernos, vendidos no mercado.
[Imagem: Lisbet Jaere]

Celular amigável

Ver sua mãe sofrendo as sequelas de um derrame incentivou o engenheiro de telecomunicações Richard Chan a desenvolver um novo acessório para telefones celulares que promete fazer a diferença para idosos e pessoas com deficiências físicas.

Chan fez mais do que reinventar o velho teclado físico - aquele que tinha teclas de verdade, que precisavam ser pressionadas.

Além de as teclas serem projetadas ergonomicamente para facilitar seu uso por pessoas com tremores e outras deficiências motoras, o equipamento, batizado de EziSmart, vem com uma série de aplicativos que podem ajudar também as pessoas idosas sem problemas físicos ou visuais.

E tudo usando os telefones celulares normais e modernos, vendidos no mercado. Isto porque o teclado foi projetado para ser inserido diretamente nos aparelhos. O protótipo pode ser encaixado nos modelos S6, A3 e S4 da Samsung, mas Chan espera ter versões para outras marcas e modelos disponíveis no futuro próximo.

Com os resultados dos primeiros testes, o pesquisador conseguiu apoio imediato do Fundo de Pesquisas da Noruega (SINTEF), que agora está financiando uma etapa de testes em maior escala envolvendo pacientes com Parkinson e usuários cegos.

Aplicativos para idosos e pacientes

Uma das aplicações do EziSmart que mais está agradando a pacientes e cuidadores é o "GPS estendido", uma função que permite que um cuidador envie uma mensagem para o celular e receba a posição atual do aparelho. Em caso de emergência, o usuário do celular também pode disparar uma tecla de SOS, que dispara uma mensagem informando sua localização para todos os números pré-cadastrados para a função.

Outro aplicativo, chamando "Em caso de emergência", pode ser acessado pelos profissionais de saúde para obter informações como planos de saúde, seguro e quais medicamentos a pessoa está tomando - apenas dados pré-cadastrados pelo usuário.

Mas o que os voluntários dos testes mais estão gostando é poder usufruir de todos os benefícios dos celulares mais modernos. Embora haja vários aparelhos com teclados, todos são antiquados e não oferecem benefícios como câmeras de boa qualidade, previsão do tempo, mapas, notícias etc, todas funções que os idosos valorizam, mas que não conseguem usar bem nos celulares comuns.

"Muitas pessoas com deficiências leves foram deixadas para trás pela tecnologia. Em um mundo comercial, este grupo não é interessante o suficiente, por isso não houve nenhum investimento no desenvolvimento de produtos para eles," disse Chan, acrescentando que isso o entusiasmou a criar o novo produto.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Terceira Idade

Relacionamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.