Experiência virtual fora do corpo reduz medo da morte

Experiência virtual fora do corpo reduz medo da morte
As experiências de consciência após a morte clínica não se limitam à visão de túneis de luz e escolhas de retornar.
[Imagem: Wikimedia]

Quase-morte virtual

Uma ilusão gerada em laboratório, idealizada para imitar as experiências de quase-morte, reduz o medo das pessoas de morrer.

A equipe do professor Mel Slater, da Universidade de Barcelona (Espanha), usou óculos de realidade virtual para criar a ilusão de separação do próprio corpo - o experimento fez com que 32 voluntários sentissem como se um corpo virtual fosse o seu próprio.

Graças ao equipamento de realidade virtual e a sensores usados pelos voluntários, o corpo virtual imitava quaisquer movimentos reais feitos pelos voluntários, e o corpo real sentia as interações feitas por computador - por exemplo, quando uma bola virtual era lançada no pé do corpo virtual, uma vibração era acionada no pé real da pessoa.

Esta técnica é semelhante à "ilusão da mão de borracha", que faz as pessoas sentirem como se um braço sintético fosse parte do seu próprio corpo, mesmo sabendo que ele não poderia ser.

Consciência separada

Uma vez que a ilusão foi estabelecida, os voluntários perceberam uma mudança radical em seu ponto de vista - eles pareciam flutuar para longe do corpo virtual, observando-o de cima. Desta vez, quando as bolas foram lançadas no corpo virtual, apenas metade dos voluntários recebeu uma vibração. E, mesmo sentindo-se distantes do corpo virtual, eles ainda sentiam-se conectados ao corpo.

Posteriormente, os voluntários responderam a um questionário padrão para avaliar seu medo de morrer.

Aqueles que se sentiam totalmente desconectados do seu próprio corpo - e do corpo virtual - relataram ter um medo significativamente menor de morrer. "O efeito foi bastante forte", diz Slater.

Experiência virtual fora do corpo reduz medo da morte
Uma das ilusões de corpo virtual mais utilizadas em experimentos consiste no uso de braços de borracha.
[Imagem: Gueterstam et al./PLoS One]

É improvável que a experiência tenha mudado os sentimentos desses voluntários em relação à morte. Mas o pesquisador acredita que a experiência pode dar um sentimento de que a consciência de uma pessoa é separada do seu corpo físico. "Isso dá uma sensação de que é possível sobreviver além da morte," disse ele.

Lidar com o medo da morte

A experiência virtual é semelhante a alguns tipos de experiências de quase-morte, ou experiências fora do corpo.

Muitas pessoas que sobrevivem a ataques cardíacos e outras condições que permitem uma ressuscitação descrevem ver o quarto do hospital a partir do teto durante os momentos críticos - experimentos já demonstraram que as experiências de quase-morte podem ser mais reais do que a realidade.

Slater afirma ainda não saber se a ilusão virtual poderia ajudar a consolar doentes terminais ou cujas vidas são dificultadas por um medo patológico da morte, mas novos experimentos poderão ser idealizados para estudar essas possibilidades.

Os resultados foram publicados na revista científica Plos One.


Ver mais notícias sobre os temas:

Mente

Espiritualidade

Cérebro

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.