Como criar um anúncio de emprego para atrair mulheres

Como criar um anúncio de emprego para atrair mulheres
Ser qualificada demais também pode ser fonte de discriminação quando o assunto é encontrar um emprego.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Usar as palavras certas

Usar o tipo errado de palavras em um anúncio de emprego pode desencorajar as mulheres a se candidatarem.

Foi o que comprovaram Lien Wille e Eva Derous, da Universidade de Ghent (Bélgica).

E elas recomendam que os profissionais de recursos humanos considerem cuidadosamente não apenas o tipo de mensagem, mas também o tipo preciso de palavras usadas nos anúncios de emprego quando o objetivo for recrutar mulheres ou aumentar o número de mulheres entre os candidatos.

Estratégias de recrutamento baseadas em qualificação

As estratégias de recrutamento direcionadas baseadas em qualificação visam aumentar o número de candidatos qualificados de certos grupos sociais - como as mulheres. Normalmente, essas estratégias assumem que as pessoas são mais propensas a se candidatar a um emprego quando cumprem os requisitos especificados.

Em dois experimentos com 401 estudantes universitários que procuravam emprego, Wille e Derous analisaram a forma como os candidatos reagiam aos requisitos e como esses requisitos estavam descritos nos anúncios de emprego.

Elas constataram que as mulheres se candidataram menos a vagas cujos requisitos pessoais eram mencionados na forma de traços de personalidade, em oposição a serem descritos de forma direcionada à tarefa.

Por exemplo, as mulheres percebem uma frase como "Você é calmo/não nervoso" como menos encorajadora do que outra frase como "Você sempre permanece calmo sob pressão". Essa preferência tem a ver com a forma como as mulheres são retratadas estereotipicamente, dizem as pesquisadoras.

"Mulheres que buscam emprego podem ter medo de que elas também sejam julgadas estereotipicamente se elas se candidatarem," explicou Wille. "Isso destaca que a forma como os anúncios de emprego são escritos pode ter um efeito discriminatório mesmo quando não há intenção discriminatória".

"Estes resultados indicam que as iniciativas de recrutamento direcionadas baseadas em qualificações podem produzir resultados inversos, mas que as organizações podem atrair um grupo de candidatos de alta qualidade e diversidade de gênero usando as palavras certas," disse Derous, relembrando que os anúncios de emprego voltados para mulheres devem destacar o comportamento preferido das potenciais candidatas, e não seus traços de personalidade.


Ver mais notícias sobre os temas:

Trabalho e Emprego

Gênero

Educação

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.