Carne processada piora sintomas da asma

Carne processada piora sintomas da asma
Algumas tecnologias tentam prever os ataques agudos, mas a melhor medida para se proteger da asma é o controle.
[Imagem: Sheldahl/Wikimedia]

Piora muita coisa

Além de serem potencialmente cancerígenas, segundo a OMS, e estarem associadas com morte precoce, as carnes processadas podem piorar os sintomas da asma.

Consumir mais de quatro porções por semana é um risco para os portadores da asma, de acordo com uma equipe do Instituto INSERM, na França, que monitorou cerca de mil pessoas.

Os pesquisadores acreditam que um conservante chamado nitrito, usado em produtos como salsichas, salames e presuntos, possa ser o responsável por uma piora nas condições das vias respiratórias, mas serão necessárias pesquisas mais específicas para confirmar a responsabilidade da substância.

Os especialistas afirmam que, para manter boa saúde, não é recomendável comer mais do que 70 gramas por dia de carne vermelha ou processada - isso equivale a uma salsicha mais uma fatia de bacon por dia.

E, mais do que se preocupar com apenas um tipo de comida, as pessoas devem manter uma dieta saudável e variada, recomendam.

Chiado de carne

Os voluntários, metade dos quais tinha asma, foram monitorados durante dez anos, de 2003 a 2013.

Foram registrados os sintomas da asma - falta de ar, chiado e sensação de aperto no peito - e o consumo de carne processada: uma porção foi classificada como duas fatias de presunto, uma salsicha ou duas fatias de salame.

Entre os asmáticos, um maior consumo de carne foi associado a uma piora dos sintomas pulmonares. Pessoas que disseram ingerir mais de quatro porções por semana - oito fatias de presunto ou quatro salsichas, por exemplo - registraram piora mais intensa da asma ao final do estudo.

A equipe tentou eliminar outros fatores mais óbvios que podem afetar os sintomas da asma, controlando o efeito de variáveis como obesidade, mas ainda assim a associação entre consumo de carne processada e piora dos sintomas se manteve.

Os resultados foram publicados na revista científica Thorax.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alergias

Sistema Respiratório

Alimentação e Nutrição

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.