Bahia investiga 52 casos de doença misteriosa potencialmente fatal

Doença desconhecida

Pelo menos quatro laboratórios estão envolvidos nas investigações sobre uma doença ainda desconhecida registrada na Bahia, que pode ter levado duas pessoa à morte.

Foram notificados 52 casos suspeitos do quadro, dos quais 51 foram na capital Salvador e um no município de Vera Cruz. As notificações ocorreram entre 14 de dezembro e 5 de janeiro.

Caracterizada por uma mialgia aguda, que é uma dor intensa nos músculos, a doença tem como sintoma dores musculares súbitas, dores ao toque leve no corpo, urina escura cor de café, dores articulares e sudorese.

Segundo a diretora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, Maria Aparecida Figueiredo, a origem da doença ainda não foi descoberta: "Existem casos parecidos registrados em outros países, mas não descobriram a causa.".

Peixes sob análise

Foram enviadas amostras de fezes dos pacientes a um laboratório da Fiocruz (RJ) para identificar a presença de enterovírus. Ao laboratório Adolfo Lutz (SP), foram encaminhadas amostras de peixes in natura para a investigação de metais pesados. Amostras de peixes consumidos por pacientes também serão enviadas a um laboratório no Alabama, nos Estados Unidos, para verificar a presença de toxinas. O Laboratório Central da Bahia também faz parte das investigações.

Em nota, o Ministério da Saúde disse que até o momento não existem resultados conclusivos, nem informações de casos parecidos em outros estados e que está investigando os casos em parceria com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e as secretarias municipais de Salvador e Vera Cruz.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde Pública

Conservação de Alimentos

Dores Crônicas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.