Ande pela cidade observando a natureza - e fique bem

Ande pela cidade observando a natureza - e fique bem
Não é preciso sair da cidade para tirar proveito de pequenos detalhes da natureza - e sentir-se feliz com isso.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Natureza e felicidade

Passar um tempo ao ar livre pode ser mais do que algo agradável: pode ser um caminho direto para a felicidade.

É o que demonstraram os experimentos idealizados pela Dra. Holli Anne Passmore, da Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá).

"De fato, se as pessoas simplesmente dedicarem um tempo para perceber a natureza ao seu redor, isso aumentará sua felicidade geral e seu bem-estar," diz ela.

Natureza na cidade

Para chegar a essa conclusão, Passmore idealizou uma "intervenção" de duas semanas, na qual os participantes foram convidados a documentar como a natureza que eles encontravam em sua rotina diária influenciava suas sensações e sentimentos. Eles tinham que tirar uma foto do item que chamou sua atenção e fazer uma breve nota sobre seus sentimentos.

Ande pela cidade observando a natureza - e fique bem
"Exemplos de natureza [no dia a dia da cidade] podem ser algo como uma planta de casa, um dente-de-leão crescendo em uma fenda em uma calçada, pássaros ou o sol através de uma janela."
[Imagem: UBC]

"Não se tratava de gastar horas ao ar livre ou sair para longas caminhadas em regiões selvagens. A questão eram coisas como uma árvore em uma parada de ônibus no meio de uma cidade e o efeito positivo que a árvore poderia ter tido sobre as pessoas," detalha Passmore.

Outro grupo foi incumbido de rastrear suas reações a objetos produzidos pelo homem, enquanto um terceiro grupo não devia observar nada em particular.

Benefícios pessoais e sociais

Passmore diz ter ficado "estarrecida" não apenas pela resposta dos seus 395 participantes do estudo - foram mais de 2.500 fotos e descrições de emoções -, mas também pelo impacto que a natureza no ambiente do dia a dia das pessoas exerce sobre seu bem-estar.

Outra surpresa foi que, além do bem-estar pessoal, a natureza parece ensejar um papel "prossocial", gerando nas pessoas uma vontade de compartilhar sua sensação sobre os objetos naturais e a ressaltar o valor que esses objetos produzem para a comunidade.

"A diferença no bem-estar dos participantes - sua felicidade, sensação de elevação e seu nível de conexão com outras pessoas, não apenas com a natureza - foi significativamente maior do que os participantes no grupo que observou os objetos construídos por humanos e o grupo controle," destacou Passmore.


Ver mais notícias sobre os temas:

Qualidade de Vida

Felicidade

Sentimentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.