Aids: população pode tirar dúvidas e fazer o teste antes do Carnaval

Exames de AIDS

Os paulistas estão mais conscientes quanto à importância da realização de testes para detecção precoce de doenças sexualmente transmissíveis. Somente entre 2000 e 2006, o número de exames realizados na rede pública aumentou 34 vezes no Estado de São Paulo, segundo levantamento da Secretaria de Estado da Saúde. Em 2000 foram realizados 1.453 testes em todo o Estado, contra 50.727 em 2006.

Segundo a coordenadora do Programa Estadual de DST/Aids, Maria Clara Gianna, detectar precocemente doenças como Aids, hepatite e sífilis é primordial para a manutenção da qualidade de vida do paciente e para evitar problemas como a transmissão vertical (mãe para filho) do HIV e a sífilis congênita. "No caso da Aids, por exemplo, uma das principais causas de óbito é a descoberta tardia da doença", afirma a médica.

Testes sigilosos

Para facilitar o acesso da população aos testes, o Estado de São Paulo conta hoje com 97 Centros de Testagem e Aconselhamento distribuídos por 60 municípios. Esses serviços são responsáveis pela identificação de 68% dos casos de Aids no Estado.

Os testes são realizados de maneira sigilosa e o resultado dos exames sai em até 15 dias. Em algumas unidades estão disponíveis os testes rápidos para HIV, em que o resultado sai na mesma hora e o paciente já é encaminhado para o aconselhamento e para a realização da contraprova.

Para saber o endereço das unidades basta ligar para o Disk DST/Aids (0800 162550).


Ver mais notícias sobre os temas:

Exames

Epidemias

Sexualidade

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.